quinta-feira, 1 de março de 2007

Irislene Stefanelli: de Tupã ao apogeu e, a vitoriosa saída do BBB7




Irislene Stefanelli ganhou a aprovação de 76% dos telespectadores acordados naquela hora da madrugada e levou o troféu de participante ativa do BBB7, lá no programa 'BBB PARA MAIORES'... por aí se vê que ela estava com a bola toda, haja vista que apenas fãs notívagos estavam a espera das palavras de sua participante.

A votação no Paredão, representada por mais de 24 milhões de votos, só não foi mais expressiva devido a abstenção maciça dos telespectadores que não queriam a saída de nenhum dos dois jogadores.

Outro fato foi notado... a rede Globo não precisou se esforçar muito em termos de edição de marketing da Irislene Stefanelli, desde sua saída honrosa da casa ou sua caracterização no antes e após paredão. Basta sua imagem aparecer que o IBOPE e os cofres da emissora rendem o bastante, tal qual o ego dos invejosos, estratosférico... apenas negócios.

Irislene Stefanelli, foi a BBB que mais atenção e admiração teve por parte da produção do programa BBB7 ... digamos assim, nós aqui nos encantamos com sua participação e o PROJAC inteiro ratifica nossa capacidade de ver o belo, o humano, o contraditório, porém, adornado de valores e princípios.

Os vídeos de sua trajetória na casa estarão sempre conosco... sua imagem de guerreira, sangue "bão", sua meiguice, sua capacidade de se fazer presente como ninguém neste BBB de figurantes.

A Íris no programa disse com todas as letras que tinha maior tesão em beijar o Diego, mas, queria conhecê-lo antes aqui fora, pois, não é mulher de ficar; com ela a coisa é séria e sem amostra grátis... e quando questionada, qual preferiria, se o UM MILHÃO ou o amor de Diego, ela respondeu que se ele, Diego, fosse aquele orador de palavras tão objetivas no sentido de querer crescer com ela, construir uma vida juntos, através do amor e cumplicidade, afirmou que isso não tem milhão que pague. Abriria mão de qualquer dinheiro pra ter uma vida a dois de lutas em comum, mas, felicidade e respeito plenos. Respondeu sem titubear, pois seu coração "bão" tem esse princípio como ideal de vida.

Questionada quanto a pousar para revistas masculinas, Íris respondeu que não é sua intenção, que não quer fazer isso, que quer trabalhar muito e aproveitar a fase para se expor em trabalhos ou eventos, que possam lhe dar algum retorno finaceiro, ou atividade louvável como trabalhadora honesta que é. Ficou nas entrelinhas, que pousar, é uma possibilidade remota.... mas, não é sua prioridade.

Quem assistiu Irislene Stefanelli no programa desta quarta-feira viu exatamente como ela não é duas caras como afirmou Alberto e Cobra, que é coração em suas ações. Notou-se que ela é aquela guerreira que vimos no decorrer de sua estadia na casa: que lutou muito para estar ali, que entrou por méritos, que foi a mais natural dentro da casa, que através de meiguice e contradições naturais dentro de um confinamento, pode sim, ser vencedora, acreditando e valorizando seus princípios... um misto de adolescente com curiosidade rara, isto é, fixação em muitas coisas novas ao seu antigo mundo interiorano, mas em alta concentração mental nisto, graças a sua capacidade de percepção e adaptação ao novo.

Estamos tristes como Irislene Stefanelli saiu da casa... de maneira covarde e invejosa, imposta por meninos e meninas desencantadas porque descubriram que são figurantes quando Íris está por perto. Mas, felizes por saber, que ela tem seu lugar e espaço no rol dos vencedores.

Infelizmente pessoas dessa estirpe custam a aparecer perante as câmeras de televisão. Irislene Stefanelli foi o que melhor apareceu no BBB7, até agora, sempre original e sem estereótipos baratos como ex BBBs. Ela venceu por originalidade e saiu vencedora por seu carisma e naturalidade.

Sucesso para você Irislene Stefanelli... você foi nosso coração nesse BBB!

8 comentários:

Carol disse...

Parabéns pelo texto.

Eu como fã da Sirisinha amei.

Coerente e disse tudo. =)

Caitiff disse...

Um video impagavel dela eh aquele do dia que foi indicada pela com a Fani tentando dar uma força no quarto do líder e ela simplesmente ignorando e berrando para a câmera!
Divertidíssimo!

vanessa disse...

Muito dez... vc pegou o texto do TORS e fez ficar digno de nota. Gostei muito do que li... arrebentou!

Faninha disse...

Nossa... como conseguiu tirar o ódio e inveja do texto daquele sujeito?
Não sou fã da Iris, mas, gostei da trajetória da moça. Parabéns pelo blog! KKKKKKKKKKKKK... continue.

Brunella disse...

AAAAAAdorei o blog e seu objetivo, "diga sim ao jogo, mas tambem ao respeito pelo proximo". De blogs que mal analisam o jogo e simplesmente despejam sua propria raiva sobre os participantes jah estamos cheios (eh soh verificar na parte superior a esquerda na Comunidade BBB). Parabens!!!!! Seja bem vinda(o)!!!!

Antenada disse...

Vanessa, seu blog parece que vai fazer sucesso. Muito legal.

Agora devolvendo o spam básico,rs.

visite este blog bacana sobre BBB:

http://www.antenada.blogger.com.br

abraço

Lizamay disse...

Muito bonito o texto...mas não esqueça de que todos estão jogando. Inclusíve Iris jogou. E podemos culpar muito da saída da Íris à própria direção do programa, ao bial e asseclas. Porque se o tratamento que deram à Iris e triângulo tivesse se estendido aos demais, se Bial tivesse dito aos do triângulo que eles deveriam interagir com a casa, ao invés daquela novelinha idiota, aquele "ramarram" sem fim, hoje Iris poderia continuar na casa. Não houve inveja dos outros participantes. Houve a identificação óbvia de que não estavam tendo nem a aprovação do Bial, que dirá dos que estão assistindo. E aí, qualquer um que estivesse lá dentro "chutaria o pau da barraca". Foi o que eles fizeram, brilhantemente. Ou qualquer um aqui fora faria diferente? Arrumaria as malas e sairia, pra deixar o triângulo vencedor do programa? Por que? No que eles são diferentes dos demais?
E Íris que vá aprender a respeitar as outras pessoas, porque não é possível ser tratada com tanta deferência, sendo uma mulher de 27 anos, não tão ingênua quanto querem nos vender.

Kane disse...

Lizamay,

... interessante seu ponto de vista... é que as vezes só se olha com a visão de apaixonado, como meu caso. hehehehe!
Mas, vc tem as suas razões. Houve certo protecionismo sim à Íris em detrimento de outros participantes.
O paredão Diego e Siri era eminente e todos os participantes queriam... eu também se estivesse lá, lógico, que a poria para fora, tipo, uma canditata forte a menos. Todavia, ainda não engulo a maneira como Íris foi posta pra correr. Foi muito escrachado e os motivos, da formação do paredão, a mim, não foram justificados de maneira leal e foi meio covarde, de forma que não houve chance de defesa. Seria a mesma coisa se no começo do programa dos 16 canditados, cinco se unissem e fossem eliminando uma a um. Sei que não tem regras... mas, a maneira como se deu, me pareceu inveja mesmo.
Beijos

Postar um comentário

Ah, navegante, você sabe as regras de conduta. Não envergonhe Voltaire e faça sua parte. Eu, certamente, farei a minha: deletarei os comentários tolos ou ofensivos a quem quer que seja (comentaristas ou blogueiros). Meta pau nos que venderam a alma pro Boninho.

Contato com Citizen Kane E-mail: sociedadebbb@bol.com.br
.