quarta-feira, 14 de março de 2007

Lavagem Básica... para não perder o costume, não é?

Vai encarar?


Fim de tarde ensolarada desta quarta-feira, o papo seguia tranquilo entre Analy e Diego, que confabulavam dentre outras coisas, sobre a trajetória dos confinados. Conversavam sobre como entraram e a primeira impressão que um teve do outro, e dos demais. O papo estava descontraído e recheado de momentos alegres e explicações dos motivos de como se instalou os vários paredões... as brincadeiras de Flávia e Iris, as limitações de Íris e seu jeito de ser, sem maldades e sim ingênua, o jeito Fani de ser, as brigas que as duas tiveram enfim, "amenidades"... e Alberto que também estava presente no recinto(varanda) começou a fazer as suas observações, colocando umas pitadas de ironia e dizendo que muito do que eles falavam não era bem assim. O tempo ensolarado escureceu por ali, e o que se sucedeu foi um crescente de provocações, cujo resultado não seria outro senão, a notória antipatia entre eles e mais uma briguinha instalada.

"A nostalgia dá lugar à discussão no bate-papo da varanda. Ao relembrarem de antigos paredões, Alemão acusa Alberto de ter tentado bajulado Fani quando a ex-siter foi líder. "Eu vi falsidade ali, Beto. Você pegou a mala dela da minha mão para levar para a suíte", critica o loiro. Caubói se defende: "Não fui falso. Eu só tentei me reaproximar dela." E argumenta, contra-atacando: "Eu nunca tive nada contra a Fani, indiquei ela para me defender. E vocês combinaram o voto contra mim, você influenciou as duas (Fani e Íris)". O clima então começa a esquentar. Diego, visivelmente irritado, nega veementemente a combinação de votos. "Nunca influenciei as meninas. Meu voto era fechado em você, mas elas não sabiam." O Caubói, porém, não acredita na sinceridade do brother. "Vocês nunca tiveram nenhuma conversa? Como a Fani sabia que estava ameaçada por mim? Ela chegou à essa conclusão sozinha?", ataca o líder. E Diego, cada vez mais exaltado, retruca: "Poderia ter pedido a Fani para te indicar quando ela foi líder, mas não fiz. Se ela tivesse me ouvido, talvez não tivesse saído ontem." O clima está cada vez mais quente na reta final do jogo...

Com a participação de Alberto no papo entre Analy e Diego, o clima começa a esquentar. Alemão diz que, no paredão entre ele e Siri, imaginou que Carol fosse votar nele. "Só que ela não teve peito. Quis se fazer de boazinha", diz. Caubói discorda. Para ele, Pocahontas votou em Íris porque achou que ela merecesse mais. "Quê isso! Eu tinha acabado de voltar com 32 milhões de votos!", retruca o loirão. Diante do comentário, Beto acusa o brother de ter sido arrogante. "Quando eu te falei que a Bruna não iria te indicar, você na mais pura arrogância disse 'claro, ela não é doida de ir contra o Brasil! E não era isso, ela era mais próxima de você do que do Bruno", devolve. Mas Diego não dá credibilidade às palavras do brother. Para ele, tudo não passou de jogo. "E você não joga?", acusa Alberto. Nesse ponto, Diego começa a se exasperar. "Claro, depois que eu vi você atirando no patinho (na prova do anjo, Alberto atirou em seu próprio patinho para não pegar o anjo e ter a oportunidade de ser imunizado por outro BB). E depois você botou as duas no pau. Tirou o seu da reta. Mas fica tranquilo que o seu vai para a reta. Você pode adiar, mas não evitar", ameaça. "Claro, isso não é eterno. Isso é covardia, você votou em mim e eu não podia tirar um patinho?", se defende Caubói. O diálogo vai ficando cada vez mais tenso. "Depois que você me chamou de grande amigo antes de votar na Fani, não tenho mais o que falar", afirma Alemão. Alberto diz que ainda assim tem consideração por ele, e que as desavenças se resumeme ao jogo. Mas Alemão não alivia: "Talvez eu te considere quando eu sair daqui e você me pedir desculpa, por enquanto você não vale nada!". E continua a atacar: "Tudo começou com uma besteira que você fez no dedo e achou a coisa mais importante de sua vida (Alemão se refere ao pacto de sangue com Felipe). "O dedo é meu e eu faço o que eu quiser", responde Alberto. Alemão não perdoa e xinga Alberto com palavras de baixo calão." (site oficial)

Pô Alberto... ninguém estava falando com você, fica na sua e deixa o cara sôh! Já não basta ter isolado o sujeito e ainda quer tripudiar em cima?

As vezes quero ter dúvidas nas intenções de Alberto mas, o cara é cricri. Seu deboche é algo que faz subir a adrenalina até de defunto (risos). Ou ele quer aproveitar todo instante para justificar o injustificável e tentar melhorar sua consciência, ou quer ganhar o programa levando sopapos do Diego. A provocação parece ter um objetivo, expor a "cólera" de Diego. Se este não se segurar, Alberto vai conseguir o que quer: ver Diego sair pela porta dos fundos do BBB7. Segura a onda Lemão! (cara mais pavio curto sôh, risos)

3 comentários:

kane disse...

Léo,
... mete bronca.
Especial para você.
Abraço

Léo disse...

Achei desprezível a atitude da Analy, principalmente ao ouvir críticas indiretas a ela, como se não fizesse parte do grupo alvejado. A conversa estava sendo mesmo amigável e civilizada, mas, diferentemente de nós que exercitamos o respeito à opinião alheia, lá isso não se nota. Acho que o Alberto fazia parte da conversa, pois ele também estava sendo indiretamente criticado, logo quis mostrar ao Diego outro ponto de vista, atitude inversa a da Analy. Consentir calado o dito pelo Diego seria como dar o atestado de verdade àquilo. Logo ele precisava mostrar que não concordava tentando, frustradamente, explicar o seu ponto de vista, sobre a combinação de votos de ambas as partes, sobre o jogo, sobre as justificativas de votação, sempre tentando fundamentar as suas teorias. É ridículo ver, até hoje, o Diego negar que não combinou votos com as suas amigas, e aí começou a divergência entre eles, pois o Alberto recusou-se mais uma vez a acreditar, corretamente.
A partir daí o Diego começou a atacar os paredões formados depois, Íris x Bruno, Diego x Íris, Diego x Flávia, etc, tentando colocar a culpa em participantes que deveriam votar de uma forma e votaram de outra, como Bruna e Carol. Fiquei impressionado com a Analy por não as ter defendido, ao contrário do Alberto. O fato é que se sucederam diversas trocas de farpas entre os dois e, como sempre, o Diego não teve argumentos para defender as suas teses, que sempre nos remetem aos mesmos assuntos "pacto de sangue" (que, se me recordo, não foi prontamente criticado por ele na época) e "prova do anjo dos patinhos", voltou à idade da pedra e começou a gritar e ofender o Alberto para mostrar quem é o macho dali.
Não acho que faltem argumentos ao Alberto, já ao Diego... este não consegue concluir uma conversa educadamente com quem tenha cérebro e tenha opiniões divergentes das suas, sem mostrar a sua soberba.
Pode-se considerar o Alberto um sujeito "cricri", mas seria ter muito "sangue de barata" para ouvir uma pessoa te criticar logo ao lado e não tentar se defender de alguma forma, até porque sabe-se lá o que é que eles vão mostrar aqui fora.

Léo disse...

Só para eu ter certeza que não sou maluco, vou postar o link do Diego "influenciando" o voto da Fani no Alberto, coisa que ele, na discussão de ontem disse que não fez:
link

Postar um comentário

Ah, navegante, você sabe as regras de conduta. Não envergonhe Voltaire e faça sua parte. Eu, certamente, farei a minha: deletarei os comentários tolos ou ofensivos a quem quer que seja (comentaristas ou blogueiros). Meta pau nos que venderam a alma pro Boninho.

Contato com Citizen Kane E-mail: sociedadebbb@bol.com.br
.