domingo, 27 de fevereiro de 2011

Homens dominam o mundo. Mulheres dizem Amém!

Raio-X da bolsa escrotal do Maurício
Imagem: Lana


Dizem por aí que o Big Brother pode ser avaliado sob uma ótica sociológica. Nunca dei trela pra esse enfoque, digo no aspecto científico. E não é que, de fato, é uma amostragem interessante de se analisar.

O mundo é domínio do sexo masculino desde quando o primeiro bípede pensante se pôs de pé e outorgou sua força aos demais elementos vivos da natureza. Falei em força, pois, pelo que consta, homens e mulheres têm racionalidade para resolverem suas diferenças com outros meios. A inteligência/racionalidade não é peculiaridade do homem, é da espécie humana. Homem e mulher têm os mesmos atributos essenciais ao domínio do saber. Mas até hoje, a mulherada vive de ratificar as imposições dos seus homens, mesmo quando exalam repugnância. Até quando?

No BBB desse ano há comportamentos pontuais inerentes ao domínio masculino. E, pasmem!, aqui fora é validado pela maioria votante que é... feminina.

Paula é chamada de puta gorda, gorda nojenta, filha de uma puta e é quase agredida fisicamente, faltou pouco, não fosse a regra imposta de desclassificação, o Diogro teria partido pro que ele, certamente, já deve ter tido vontade de fazer com algumas de suas mil mulheres que diz, sem cerimônias, ter comido. Paula brigou, se indignou, xingou também, foi denegrida da pior forma possível. Ela, com toda a vergonha na cara (e medo) que lhe é peculiar, dorme agarradinha com o sujeito após os quase-tapas. Acordou no outro dia como se nada tivesse acontecido, inclusive defendendo o Diogro. O calor masculino a fez esquecer de todo o entrevero. Xingar todos fazemos, mas dá pra diferenciar xingamento de aversão doentia; o olhar, o tom de desprezo, a expressão corporal de asco denunciam. O argumento esdrúxulo é que ela gosta do babaca por ele ser igual a um ex-namorado que vivia pra lhe encher a paciência. Freud explica.

Jaqueline, a bela negra que deve ter nos seus antepassados algum parente que já fora escravo, é laureada com palavras que até Hitler não seria capaz de pronunciá-las. Segundo o dançarino (Eca!), a Jaque tem suor limpo, cheiroso igual a de branco. Ficou por isso mesmo. Jaque deve estar feliz por pertencer a uma raça superior, pois passou no teste de qualidade do renomado antropólogo Diogro. A postura da moça é tão medieval que ouve o sermão da montanha do Maurotário como se fosse uma passagem de iniciação ao mundo dos eleitos. O Capeta explica.

Maria, ah Maria, o que significa o comportamento dela? Pedir perdão pra alguém eu até entendo, o problema é a quem pedir o perdão. Agrava mais ainda quando o modo de fazê-lo é beijando os pés do amo. Se bem que nem motivos existem para o pedir. Degradante! A analogia aqui é como se pedisse desculpas a um estuprador por não tê-lo feito chegar ao orgasmo. Estupro não é só o físico, há o de alma também, o psicológico, o terror que pode advir caso a mulher não siga os paradigmas do homem. Exemplos clássicos ainda existem por aí. Ou você não conhece ninguém que se submeta e vive com o algoz somente pelo prato de comida? Maria se humilha sem remorsos, parece gostar do sentimento de desprezo. Curte como o ar que respira. É seu fôlego de vida. O prêmio é detalhe. Ninguém explica.

Talula e Diana também são egressas dessa cultura machista, de submissão. Destoam um bocadinho, mas recaem no comportamento das outras por não terem a personalidade formada quanto ao real espaço que tem no mundo. E naquele ambiente onde não escolheram seus amigos, a confusão de como proceder se instala. Parecem saber da importância que tem como mulheres do seu tempo, mas são minadas pelo padrão da maioria.

Tem que ser muito imbecil pra não se tocar que Diogro é uma aberração como gente, embora hajam aqueles que se identificam de pronto com ele. Talula o protege, faz o discurso 'amigos para sempre', mas ainda sinto que é jogo. Não é possível! É a que mais joga naquela Casa. É, na minha opinião, a mais sagaz, a que pode estar se fazendo, em alguns momentos, de maria pra poder pegar os otários na curva. Eu creio nisto. Eu preciso acreditar nisto. Talula é a maior jogadora que passou pelo Big Brother Brasil; praticamente formou todos os paredões até então. Com menos da metade do que já fez no programa, caso fosse um homem bonito e viril, seria visto como herói, detentor das melhores jogadas, jogadas de mestre. Veja, ela se protege bem, analisa, maquina, intui, não se exclui, dialoga com todos sobre o jogo mesmo dissimulando, ganhou lideranças, viu suas indicações saírem e merece estar na final. E o que ocorre? É odiada sem critérios, apenas por ser... mulher. A inveja explica.

Diana, a quem gosto muito pela bela pessoa que é e torço para que vença, errou em se expor na mesa do almoço ao cutucar o babaca-mor. Ela não está errada em fazê-lo, errou o momento. Lá dentro as pessoas viram como provocação gratuita, aqui fora achamos bom, pelo que o babaca-mor anda falando dela pelas costas, sugerindo que Di é a pior das criaturas, quando sabemos ser uma das mais íntegras do elenco. O pedir desculpas dela foi nesse sentido, por ter errado na forma e o momento. Eu não pediria. Mas do evento o que ficou em evidência foi somente a cutucada, o comportamento posterior do babaca-mor não. Jogar comida fora pode. O sujeito é tão covarde que não a enfrentou, saiu com o rabinho entre as pernas e meteu o sarrafo na Diana por trás. O babaca-mor, que agora deu pra imitar a voz do Zé Pequeno, não existe no meu mundo, pois tenho fobia a babacas. Esse tipo que dita regras sendo analfabeto de pai e mãe não dou nem bom dia. Esquizofrenia explica, mas Freud o desenganou.

Contudo, a decepção maior, efetivamente, nem está na Casa do Big Brother. Aqui, mesmo todos vendo o que acontece na Casa, não há sequer um brado de repúdio à altura do que ocorre por lá. É desolador. No Twitter há desejo imperioso de ter a duplinha babacóide no paredão e limá-los de uma vez, mas não creio ser o pensamento da maioria (feminina). A edição na TV aberta não dá conta de expor tudo que vemos sobre Maurotário e Diogro. Ou seja, esses dois têm chances de chegarem à final impondo aquilo que sempre abominamos. Somos grãos de areia. A boa notícia é que a montanha de areia está crescendo, só não sei se para fazer frente nesse BBB injusto ou no de 2050.

O BBB não é para se fazer justiça social, sabemos disso. Deveria levar o prêmio o melhor jogador, a melhor peça por reunir elementos vários como fair play, bom caráter, carisma, sagacidade, inteligência, que erre como você e eu, mas que reconheça os erros e tente acertar e, particularmente, se sobressaia das ciladas inerentes ao confinamento, à convivência como o diferente. A dupla não tem nada disso, pelo contrário, estraga o jogo, eles chocam a todos, impõem o medo, e olha que estão na Casa mais protegida do Brasil. Pelo contrário, ainda vejo aplausos. O BBB11 está chato de ver, insuportável de acompanhar. O PPV explica.

A mulher é adversária de si mesma desde os primórdios, portanto, não será agora que vai mudar, assim, de uma hora pra outra. A impressão que passa é que, mesmo em maioria, a tendência é guerrearem uma contra a outra, enquanto os homens, mesmo em minoria, se organizam e determinam o destino de todos. Não estou generalizando, óbvio que temos mulheres que lutam pelos seus direitos, sabem e impõem seu valor, porém, o padrão é ditado pela maioria. E, a maioria, ratifica sim as agressões que recebe. Se num programa de entretenimento onde tem que apenas votar pra eles saírem não o fazem, o que esperar no mundo real? Que o 'amém' seja a voga imperativa, simples assim. Até quando, mulheres?!

Entre 'respeito' e 'submissão' há uma grande diferença e vale para ambos, homem e mulher, o primeiro comportamento evidencia um mundo mais sereno e justo, o segundo impõe a ditadura do medo. A vida explica.


Twitter

34 comentários:

Werner Piana disse...

Muito bom. Será que Diogro SE for indicado, SAI?

abs

FalaSerioXuxu disse...

Ótimo texto Cidadão. Só um pequeno reparo. Diana não é das mais íntegras- é A mais íntegra! Natalia tambem o era, mas saiu.

E Talula, embora seja exímia jogadora, me desgosta como pessoa a cada dia mais. A cada vez que abre a boca, devo confessar.

liane disse...

ótimo texto , pena que faltou falar sobre a Janaina. A jaqueline não precisava ser citada pq a fotomontagem é muito explicativa,parabéns!

Anônimo disse...

Muito bom o texto. Compartilho da sua opinião. Saudade da Leila Diniz.

Anônimo disse...

Vale a pena dar uma olhadinha.

http://bigviciobbb.blogspot.com/

Zi disse...

Penso a mesma coisa,muito bom!

Anônimo disse...

Na verdade mulher tem mais dificuldade em perdoar as falhas de mulheres, aff... E o perfil da mulher que se inscreve no BBB é de mulher que vai em busca da fama, nenhuma que tenha um QI um pouquinho mais privilegiado...
Bela

Anônimo disse...

Sensacional leitura.
Parabéns!

Anônimo disse...

Todos os representantes masculinos dessa edição são também ruins.. descontando já a dupla mencionada (ainda tem mulheres que gostam, ieie..), o Rodrigão permanece porque mulher cisma em votar em cara bonito, vê até macheza onde não existe, kkk... o Wesley mostrou ser uma grande decepção.. o cara tem instrução, mas deixou-se apagar pelo retorno do MauMau, se bem que antes já tinha provado que o papel de pegador não era com ele, até ai tudo bem, mas permitir ser somente um zé mané, é demais!! Com todas as dicas do Bial, o cara não pesca nada??? Aff... QI neste BBB é material escasso!!!
Bela

Anônimo disse...

Maravilhosa análise do jogo! parabéns! pena que tõ achando que Daniel vai dar pra trás e não indicar o Diogro. Sujeitinho detestável!! Momentos antes a janaína disse que acha que ele não sai, e aí já viu nè? O Dani morre de medo de cair nas garras do monstro. Argh! Dá raiva assistir esse jogo!!

Cláudia disse...

Parabéns Kane,concordo com o comentário de falaserioxuxu,muito bom .

Anônimo disse...

Texto impecavel...concordo com vc...realmente quem lá esta vendeu a alma a boninho mesmo...uma sucessão de erros, mentiras, grosserias, promiscuidades. Conversando com minha filha (23 anos), e que sempre teve vontade de participar do BBB, lhe dise que, somente pessoas que não tenham NADA mesmo a perder podem submeter-se a este circo de horrores...perdi o T. de acompanhar...valores distorcidos,costumes bizarros, enfim, depressão geral por conta do BBB11...acredito que a formula esgotou-se...Se Fini.
abs.

Daniel disse...

Também senti falta de algumas palavras sobre a Janaína, que foi, sem dúvida, o nome dessa última semana.

Na minha visão, havia uma grande preguiça em torno da Janaína por conta do seu jeito Poliana de ser. Durante os dois primeiros meses de programa, achava mesmo que aquilo era um personagem e que, em breve, a coisa ia desandar. O que se viu, sobretudo nessa semana, foi o contrário. Janaína tem se mostrado cada vez mais íntegra, educada e equilibrada. Três virtudes certamente admiráveis.

Ainda que, em alguns momentos, sua personalidade conciliadora e condescendente dê nos nervos, Janaína tem ganhado o meu respeito. Ontem, por exemplo, ela rendeu uma cena emocionante. Em conversa com Daniel e Maria, contou que quase toda semana saía dos ensaios da escola de samba e ficava por mais de uma hora sozinha, na porta do metrô, aguardando até as 4h30 da madrugada para voltar para casa. Tudo isso sem drama, sem lágrimas e sem apelação, apenas comentando o que o carro significaria para ela.

BBB não é lugar para justiça social, mas conhecer o universo de vida de cada um dos participantes pode, realmente, ajudar a entendê-los um pouco melhor. Janaína pode não ser a mais divertida ou a mais liberal, pode encher o saco com seu excesso de religiosidade, mas, por outro lado, nunca destratou Diana e Daniel, por exemplo.

Espero que o Daniel realmente indique o Diogo e que a casa crave na Paulinha. Daí Janaídola (by Big Bother Brasil) volta do paredão e dá muita, mas muita moral, para Diana, Daniel e toda a mulherada no programa. Exceto para a Jaque, claro, que, ao contrário da Janaídola, tem decepcionado cada vez mais e já pegou para si o papelzinho chinfrim da Adriana.

Anônimo disse...

disse

Tania Reis disse...

Estou até agora impactada com o que li,sim impactada para o positivo, que me leva a reflexões...como mulher e muito irritada com o que estou vendo neste BBB.

Gessy disse...

Parabéns ao texto!!!! Compartilho da mesma opinião sobre a Talula!!!! Espero q. a mesma escape dos paredões e ganhe um 3º lugar MERECIDAMENTE nessa edição!

Cristie® disse...

Clap-Clap-Clap-Clap!!!

guilherme disse...

Kane, acho vc muito inteligente e gosto dos seus textos, mas vou ser sincera: seus textos são muito longos e fica cansativo de ler. Pq vc não escreve um por dia e menor ao invés de 1 enorme por semana? Abraços!!!

AnaDoVéu disse...

Oieee... Kane

Ah, não Kane! Dessa vez vc extrapolou no texto! (melhor impossível).

Tu és um dos únicos blogueiros q leio tim-tim por tim-tim, letrinha por letrinha.

Sei não viu Kane, se Dani ñ indicar o desprezível, o desabrido do Diogo, vou ficar mto P da vida.

Esse BBB tá fogo mesmo! Já gostei de uns, abandonei e por aí vai. Além do Dani, tenho gostado de Talula e tbém do Wesley.
Conforme o andar da carruagem, ainda mude de ideia.

Adorei o apelido Maurotário! kkkk

kakau disse...

Texto muito inteligente e reflexivo ! Parabéns!!!

Marcia disse...

Muito bom, bom mesmo, fico boba como tem blogueira aí que detesta determinadas participantes como Diana , Talula e Janaina que para mim são as que melhor jogam

TDM disse...

Kane , só posso crer que vc está falando desta safra de mulheres do BBB11.
Mulher que SE preza NÃO é assim.
bj

francaise disse...

Kane, Kane! Sua voz é um oasis no deserto.Concordo incondicionalmente com as suas divagações. É incrível a relutância da mulher em admitir que ela, com a sua postura subserviente, embora se creia emancipada e senhora do seu destino, é quem perpetua o domínio masculino opressivo." A mulher é a adversária de si mesma desde os primórdios".Perfect, mon cher! É chocante, deprimente, inacreditável e desolador, que mulheres de todas as idades e formações encontrem justificativas para o proceder asqueroso de Diogro, torcendo e votando pela permanência daquele show de horrores. As Talulas e Marias são julgadas, condenadas, esquartejadas em praça pública e lançadas na fogueira. São odiadas,despertam aversão, asco e sorte de julgamento adverso.E como 'jogam pedra nas Genis". Essas mesmas mulheres inocentam Diogro e o alçam a posição de sincero e verdadeiro, dono do "olhar mais puro e inocente do mundo". Comment? "Pára o mundo que eu quero descer". Você é a voz que clama no deserto. Pensei que eu estava sozinha nessa e já estava me sentindo uma ET.

Ninah disse...

Caro Cidadão
Excelente análise. É interessante como um jogo, transformado em "novelinha", nos permite avaliar o comportamento do ser humano, mesmo que numa situação como esta onde o confinamento junta personalidades não adversas.
Pelo "jogo", claro que a Talula é a que mais está ligada, e também espero que a aproximação dela com aquele ogro, seja pura estratégia, senão...
Ainda bem que você resolveu permanecer postando, caso contrário não teríamos textos
em que retratem exatamente o que estou vendo no bbb

Ninah disse...

não adversas, leia-se tão diversas.

Bruxa Má!! disse...

Olá querido Kane e blogueiros do Sociedade.

Torcendo muito para a nossa Lady Dy estar imune!

Torcendo!

Luciana disse...

Matou a pau, a melhor análise que li até agora sobre os 3 patetas e as submissas.

Paty disse...

Mto bom o post. E mto do que sinto tb!!

Adorei sua analise com relacao a Talula. Pra mim, e de longe a melhor jogadora de todos os BBBs. Ela manipula com uma naturalidade que ninguem ali dentro percebe, nem mesmo os inimigos. Alem disso, circula bem por todos os grupos, sabe como cada um jogo, em quem cada um vota... Ela faz um jogo tao interessante que so recebeu um unico voto no paredao. em 48 dias de programa
Achei genial essa ultima jogada dela colocando Gago no paredao! Com sutileza, ela plantou a ideia em Jana, que a repassou ao Dani e pimba: Gago no paredao!
Como vc mesmo disse, ela montou todos os paredoes. E, assim, vai conseguindo tirar um por um... Uma pena que brasileiro seja mto atrasado com relacao ao BBB. Infelizmente, o povo gosta do engracadinho, do bonitinho, nao de quem joga, arma, influencia... O povo esquece que esse e um jogo e que tds os artificios sao validos.
Se eu pudesse dar o premio, este seria de Talula.

Anônimo disse...

Talula melhor jogadora? Alberto fez exatamente isso e foi esculambado aqui fora pq tinha o casal fake no qual fazia parte o aleminho, tão sagaz qto ele.. Talula nem é inteligente, somente escoladinha em BBB. A sorte de Talula é q não tem casal fake, não tem ninguem mais escolado pra bater de frente com ela. Paula se dizia escolada é uma decepção. é muito escoladinha de BBB. Não aplaudo Talula. Já teve jogadores "melhores" do que ela q nao tinham medo de encarar paredao e não levaram BBB.

Mara disse...

Eitcha... foi tudo!
Sinceridade? A "culpa" é das mães. Mas aí vai um "tratado". Vai continuar assim por muito tempo!
Fora Diogo!!!
Bj!

Mara disse...

Impressionante e inacreditável! Não tenho favoritos! Nenhum!
O que mais ouço: É um jogo.
E o que acontece quando as pessoas (Talula) jogam?
Todo mundo fala mal.
Que coisa...

Anônimo disse...

Querido, uma análise quase perfeita...faltou falar da Janaína, o q você não fez...por que será?
Serve pra vc reler seu próprio texto...se as mulheres sempre se submeteram aos homens, deve ir aí alguma razão, não é mesmo?
Quem criou esta "competição" entre as mulheres, foram os próprios homens. Jogando umas contra as outras. Isso, sim, é que precisamos rechaçar. Mas...qual o perfil para ser um BBB feminino mesmo?

Anônimo disse...

"Talula melhor jogadora? Alberto fez exatamente isso e foi esculambado aqui fora pq tinha o casal fake no qual fazia parte o aleminho, tão sagaz qto ele.. Talula nem é inteligente, somente escoladinha em BBB. A sorte de Talula é q não tem casal fake, não tem ninguem mais escolado pra bater de frente com ela. Paula se dizia escolada é uma decepção. é muito escoladinha de BBB. Não aplaudo Talula. Já teve jogadores "melhores" do que ela q nao tinham medo de encarar paredao e não levaram BBB."
Perfeito! Sem tirar, nem colocar...

Anônimo disse...

Eu fico com o pé atrás com quem vê alguma coisa de positivo no Diogro. Sei que é duro fazer julgamentos sobre seres humanos como o BBB nos leva a fazer: é fácil, gratuito e descompromissado. Mas não dá para suportar esse cara e quem o defende. Na vida aqui fora há até gente pior que ele, mas não está em exposição pública como ele. E é evidente que ele deve ter alguma faceta interessante, humana... Mas ali, no BBB, o que mostra é o pior que podemos ver em uma pessoa. E que não venham com essa de que é verdadeiro, que não é. Ser verdadeiro não é isso.
O BBB sim propicia uma visão, digamos, sociológica, e creio que ás vezes principalmente sobre o público que o acompanha, na internet, e expõe seus valores em como vê o pessoal lá na casa. É assustador ver o que as pessoas estão vendo, o que priorizam e como interpretam, sempre segundo seus códigos de valores. Repito: é assustador.
Observador

Postar um comentário

Ah, navegante, você sabe as regras de conduta. Não envergonhe Voltaire e faça sua parte. Eu, certamente, farei a minha: deletarei os comentários tolos ou ofensivos a quem quer que seja (comentaristas ou blogueiros). Meta pau nos que venderam a alma pro Boninho.

Contato com Citizen Kane E-mail: sociedadebbb@bol.com.br
.